5 dicas de como implantar um bom software de RH na sua empresa

Os diferentes tipos de softwares para cada negócio
6 de outubro de 2020
Por que o funil de vendas é tão importante
26 de outubro de 2020

5 dicas de como implantar um bom software de RH na sua empresa

O RH é um setor fundamental da empresa que lida com a gestão de pessoas. Sendo assim, a escolha do software que será usado para realizar a administração desses dados deve ser feita com muito cuidado.

Uma empresa possui muitos setores que funcionam de forma dependente entre si, bem como realizam uma grande quantidade de processos diariamente. Cada uma dessas atividades interfere nos resultados daquelas desenvolvidas pelos outros departamentos.

Executar uma rotina desse tipo, com atuação de funcionários e esforço manual, levaria muito tempo. Esse método de trabalho poderia estourar prazo, perder vendas e levar ao rompimento de contratos, por exemplo.

Para otimizar essa dinâmica cotidiana, tornando os procedimentos mais ágeis, práticos e eficientes, é indicado o uso de um software que realize a gestão do setor. Automatizar um departamento e, até mesmo, toda a empresa pode melhorar os resultados da administração.

Uma das partes que compõem uma empresa é o setor de RH, as funções que essa seção desempenha inclui várias tarefas. Por exemplo:

  • Pagamentos de funcionários;
  • Novas contratações;
  • Demissões de funcionários;
  • Aplicação de medidas disciplinares.

Um coaching de carreira pode agregar valor e conhecimento ao quadro de funcionários de um estabelecimento. Mas qualquer pessoa que seja contratada por uma empresa deve passar pela aprovação do setor de RH.

É essa equipe que determina quem vai assumir cada uma das funções dentro da instituição e se deve existir mais um cargo nessa empresa ou não. São muitas responsabilidades e diversas informações relevantes sob os cuidados deste departamento.

Então todas as instituições tem uma área de RH, pois essas atividades são muito importantes, independentemente do seu ramo de atuação no mercado. Inclusive uma empresa de montagem industrial, por exemplo.

Por que usar um software para o RH da empresa?

O RH precisa trabalhar com muitas informações pessoais ao mesmo tempo e, para realizar esse tipo de tarefa, deve lidar constantemente com um intenso fluxo de dados. O software permite automatizar esses processos, tornando-os ágeis e seguros.

A gestão dos dados é fundamental para organizar a rotina desta instituição, reduzir a chance de erro humano, melhorar o desempenho, otimizar o tempo gasto em cada procedimento e auxiliar na organização administrativa.

Além disso, o aplicativo de gestão permite cuidar da segurança da informação daquela empresa. Prestar consultoria contábil não envolve apenas informações pessoais, mas também financeiras sobre os clientes. Então essa segurança é fundamental.

Como escolher um bom software de recursos humanos

Não é difícil entender a necessidade e a importância de utilizar um software para auxiliar o setor de recursos humanos. Mas como fazer isso para conseguir bons resultados? É preciso escolher uma boa aplicação que atenda as necessidades da empresa.

Vale a pena conferir cinco dicas de parâmetros que ajudam a avaliar as características do programa antes de decidir qual será usado pelo departamento de recursos humanos do empreendimento.

O conhecimento das necessidades administrativas com clareza, alinhado com uma pesquisa do que existe disponível para ser implementado é fundamental.

Só assim o empreendedor pode definir uma ferramenta capaz de atender as demandas organizacionais.

A partir dessas informações é possível definir um plano de ação envolvendo as características que o software precisa ter para conseguir alcançar os resultados desejados e melhorar os processos, otimizando-os.

Esses aspectos devem ser avaliados com muito cuidado, principalmente no momento em que a pessoa for realizar a abertura de empresa. Dessa forma, poderá estabelecer um planejamento completo desde o início.

1 – Funções

As funções que o software é capaz de desempenhar interferem na execução das tarefas cotidianas do setor de RH. Por essa razão é fundamental analisar o que a empresa precisa que seja executado e quais atividades serão realizadas todos os dias.

Ao lidar com assessoria contábil, a empresa tem uma determinada rotina com processos internos específicos. É função do setor de recursos humanos não apenas contratar e demitir funcionários, mas também fiscalizar a forma como esses procedimentos acontecem.

Para uma instituição funcionar bem em todos os departamentos, equipes, projetos, cargos e objetivos precisam estar alinhados. Caso alguém não cumpra o regimento interno ou não siga a lógica de execução das atividades, cabe ao RH aplicar uma medida disciplinar.

Como as etapas específicas que fazem parte das tarefas executadas em empresas diferentes também são distintas, as funções dos softwares precisam ser avaliadas para identificar se são capazes de fazer esse tipo de acompanhamento, por exemplo.

2 – Demanda

Para produzir dispositivos de controle, por exemplo, é preciso ter pessoal capacitado e especializado com o conhecimento necessário para ser aplicado a esse tipo de procedimento. Quanto mais específica uma produção, maior será o nível de qualificação.

Quando a empresa tem que filtrar candidatos a uma vaga, de acordo com diversos fatores, o fluxo de dados é mais intenso que o normal. Nesse caso, o software utilizado deve ser capaz de aguentar a demanda do setor em questão.

Os parâmetros de referência usados para avaliar os perfis de interesse são muito importantes, porque é a partir desse tipo de dado que o software vai determinar quem é o candidato mais adequado para preencher o cargo dentro daquela instituição.

Então, é fundamental que essa aplicação seja capaz de suportar toda a transação de informações necessária para esse tipo de demanda.

3 – Processamento

A capacidade de trabalhar com uma alta velocidade de processamento faz muita diferença em determinadas situações. Existem casos em que a empresa precisa reproduzir uma quantidade de informações muito grande em pouco tempo.

Então, é preciso que o software utilizado seja capaz de identificar, processar e transmitir as informações necessárias dentro do período determinado para as tarefas serem realizadas. Em empresas que prestam serviços de portaria, por exemplo, esse recurso é fundamental.

Principalmente quando o fluxo de pessoas for intenso no local que recebe esse tipo de atendimento. Nesse caso, é preciso trabalhar com um bom processador de dados para garantir que a leitura da quantidade de informações ao mesmo tempo seja eficaz.

Essa característica é relevante para poder determinar a eficiência e o desempenho dos funcionários que desempenham cargos nesse serviço. Avaliar o quadro de pessoas trabalhando no local também é função do RH para aplicar sanções se for preciso.

4 – Segurança

Além de ajudar a administrar o fluxo de dados relativos aos processos desempenhados pelo setor de recursos humanos nas tarefas cotidianas, é essencial que o software escolhido também cuide da segurança desse material.

Muitas empresas lidam com o armazenamento de várias informações a respeito de seus clientes, fornecedores e um conhecimento específico do próprio departamento jurídico que deve permanecer em sigilo.

Mas existem casos em que o próprio serviço oferecido envolve esse tipo de sigilo para resguardar o cliente e seus dados pessoais. É o que acontece quando uma empresa presta assessoria jurídica, por exemplo.

Quando uma instituição trabalha com esse tipo de negócio, o ideal é escolher um software para realizar a gestão do RH que também seja especializado em segurança da informação. Dessa forma, será capaz de acompanhar os processos com o máximo de prevenção.

5 – Custo

É comum o empreendedor fazer altos investimentos, visando o melhor para sua empresa e dessa forma buscando o software com as melhores qualidades. Mas nem sempre as características que o mercado considera acima da média são ideais para aquele negócio.

Então, é muito importante fazer uma pesquisa entre as alternativas disponíveis e identificar qual delas corresponde adequadamente as necessidades daquele empreendimento. Até porque, a aquisição do software precisa valer a pena.

Ou seja, não é interessante pagar um valor alto por funções e recursos que não serão usados. É preciso considerar todos os aspectos dessa aplicação para seu custo não impactar tanto no orçamento destinado a essa melhoria.

Considerações finais

Embora muitas máquinas tenham tomado o lugar das pessoas na linha de produção, o desempenho humano ainda é fundamental dentro de uma instituição. Sendo assim, é preciso haver contratação, fiscalização desse serviço e até demissão de pessoal.

Para administrar o alto fluxo de dados que o setor responsável por essas pessoas demanda, é preciso utilizar um software específico capaz de lidar com as informações dos candidatos, processos internos e parâmetros da empresa, por exemplo.

O uso desse tipo de aplicação é muito importante porque torna as avaliações feitas pelo setor muito mais ágeis e dinâmicas. Dessa forma, é possível otimizar o tempo gasto diariamente com determinadas atividades do RH.

Ganhar tempo e manter as informações seguras, prevenindo erro humano é fundamental para uma empresa obter sucesso atualmente. Então, um software para auxiliar o setor de recursos humanos é muito importante.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *