Quais as novidades que o mundo tecnológico aguarda para 2021

Como fazer um planejamento perfeito para criação de site
23 de janeiro de 2021
Entenda sobre o PIX, o sistema de pagamento inovador
27 de janeiro de 2021

Quais as novidades que o mundo tecnológico aguarda para 2021

Há várias maneiras de mensurar um ano que passou, como a das famosas retrospectivas que costumam passar na televisão, e também em alguns canais da internet. Mas outra medida bacana seria a da tecnologia, dos aplicativos e do marketing.

Neste sentido, o ano de 2020 foi, sem dúvida, um ano de novidades e de quebra de paradigmas. Certamente o ponto mais significativo de todos foi o papel que a internet acabou desempenhando, especialmente pela crise sanitária mundial.

De fato, mesmo os países de primeiro mundo que já estavam mais acostumados com a vida digital, viram-se obrigados a aderir um nível muito mais radical de soluções digitais, em geral por conta do home office e do homeschooling.

Já os países de terceiro mundo, como o próprio Brasil, que ainda tinha taxas mínimas de trabalho feito a partir de casa (e que praticamente nem conhece a opção do ensino doméstico), tiveram que passar por mudanças drásticas.

Por exemplo, serviços presenciais como instalação de sistema de segurança, foram suspensos por algum tempo, ao passo que serviços que pudessem ser feitos pelo computador, rapidamente se transformaram na modalidade home office.

No fim das contas, a tecnologia foi um fator de união e de avanço. Se não fossem algumas soluções, como fazer chamadas de vídeo a distância e pedir alimentação por aplicativos de telefonia móvel, a crise certamente teria sido ainda pior.

Tanto é assim que, segundo pesquisa da Ebit|Nielsen, famosa empresa de pesquisa do mercado digital, o comércio eletrônico cresceu nada menos que 48% durante o ano, algo que não era visto desde o início da disseminação do e-commerce no nosso país.

Isso se deve a avanços nas três áreas citadas acima: tecnologia (sobretudo de celulares), aplicativos e marketing. Por isso decidimos escrever este artigo, trazendo as novidades mais aguardadas nessas áreas para o ano de 2021.

Se você quer ficar por dentro desse universo incrível, seja para conduzir melhor um negócio próprio, fazer a terceirização de TI na empresa ou simplesmente papear com os amigos, basta seguir adiante na leitura.

O que esperar dos novos celulares?

Uma das coisas mais notórias da atualidade é que a maioria de nós, ao menos nas grandes cidades, passa a maioria do tempo com o celular na mão. De fato, o smartphone mudou nossa maneira de fazer várias coisas durante o dia.

Eles mudaram nosso modo de fazer pesquisas nos grandes motores de busca, mudaram nossa maneira de lidar com e-mails e troca de mensagens instantâneas. Bem como nossa relação com as redes sociais, chamadas de vídeo, lives e afins.

Hoje, se a pessoa quer saber algo sobre serviços de assessoria trabalhista, por exemplo, ela simplesmente puxa o celular, escreve algo nele (ou mesmo fala algo, pela opção voice search), e obtém milhares de resultados em poucos segundos.

Em termos tecnológicos, o que se espera para 2021 pode ser ainda mais disruptivo, embora também haja pequenas mudanças que apenas tornarão a vida mais fácil. Um exemplo são as câmeras, que deverão ficar sob a tela.

Assim, as famosas telas infinitas vão ser elevadas a outro patamar. Outra mudança discreta, mas que pode ajudar muito, é a do destravamento por reconhecimento de voz, que agiliza e aumenta o nível de segurança para qualquer usuário.

O funcionamento vai ser baseado no mesmo voice search que citamos acima, porém com uma funcionalidade muito maior e mais complicada.

Afinal, quando alguém faz uma pesquisa e pronuncia algo como “brindes corporativos”, não está em jogo o reconhecimento da voz, apenas das palavras ditas.

Por fim, uma mudança realmente disruptiva, é a dos celulares dobráveis. Embora alguns modelos já tenham saído em 2020, ainda falta algumas das maiores marcas do mercado aderirem a essa novidade.

O que se espera é que, quando isso acontecer, os preços se tornem mais acessíveis, novas funcionalidades surjam e isso acabe mudando completamente a referência de telefonia móvel que temos hoje, sobretudo no quesito interação e multimídia.

Uma vantagem que salta aos olhos é a de que, por esses modelos serem “fechados”, talvez estejamos diante do fim do famoso problema de tela que se quebra com facilidade. Outro ponto é que os tablets podem estar com os dias contados.

Por dentro da famosa conexão 5G

Não é possível falar sobre telefonia móvel e tecnologia em geral sem falar na questão da conectividade via internet. No fundo, quase tudo depende disso, e se a troca de dados não for extremamente rápida, sempre haverá limitações de hardware e software.

Pois isso, outra previsão é a dos tão esperados celulares totalmente compatíveis com o 5G. Prevista para sair durante o ano de 2021, a conexão promete ser de dez a vinte vezes mais rápida do que o atual 4G.

Essa mudança pode ir desde melhorar a nitidez de uma live com várias pessoas (hoje esse recurso ainda é um ponto fraco das redes), até permitir o controle remoto de outras realidades ligadas ao celular, como uma casa inteligente, um automóvel, etc.

Aliás, toda a parte de cibersegurança, de defesa de dados, sistema de controle de acesso e afins ganhou muito com o aumento do uso da internet em 2020. Com o 5G isso deve aumentar ainda mais, sobretudo quando se fala em tecnologia na nuvem, por exemplo.

Sobre o universo dos aplicativos

Além das mudanças de conexão, de telas e de hardware em geral, também é possível falar nos aplicativos, que nada mais são do que os softwares dos smartphones.

A revolução do uso de aplicativos para solicitar produtos e serviços como um todo já ficou conhecida, pelo menos desde 2015, na verdade.

Hoje as plataformas oferecem os serviços mais variados, que podem ir desde soluções corporativas, como impressão de rótulos personalizados, até o seguinte:

  • Pedido de alimentação;
  • Reformas e reparos na casa;
  • Motoristas particulares;
  • Profissionais de moda e beleza;
  • Reservas em bares e afins;
  • Contratação de motoboys;
  • Serviços de limpeza e faxina;
  • Aluguel de bicicletas;
  • Entre tantos outros similares.

O que se espera para 2021 são integrações muito maiores com serviços públicos, como sobre horários de ônibus com rastreador em tempo real. Sem falar, é claro, na Inteligência Artificial (IA) e na Realidade Aumentada (RA).

Quem acha que a RA serve apenas para jogos, engana-se. Um aplicativo muito aguardado é o de interação comercial por meio da câmera. 

Assim, você pode “inserir” um produto em sua casa antes de comprá-lo, vendo como a geladeira ou o sofá vão ficar no cômodo.

O que é uma casa inteligente?

Falando em geladeira e sofá, podemos lembrar também os avanços previstos para a área de automação residencial, que já vem transformando residências e até escritórios em verdadeiras edificações do futuro.

De fato, hoje várias grandes empresas estão passando por reforma comercial a fim de poderem instalar algumas novidades que a tecnologia já permite em termos de arquitetura, engenharia e design como um todo.

Por exemplo, além dos aspiradores inteligentes que você pode soltar em um ambiente (ele circula sozinho fazendo a limpeza do local), também é possível contar com rodapés que têm um sistema integrado de aspiração.

Sem falar nas luzes, nas cortinas e na automação de sons ambientes. Em casas, por exemplo, mudanças ainda mais radicais incluem geladeiras que vão poder interagir com o celular do dono, avisando por mensagem quando um item acabar.

Novidades para o marketing digital

Quando se fala em marketing digital, é preciso lembrar que ele já não se limita apenas a aplicar “gatilhos para vender mais”. Ao menos não nos conceitos, que vêm sendo desenvolvidos há décadas, e já devem começar a despontar em 2021.

Um exemplo tem tudo a ver com o que foi dito acima, sobre casas inteligentes. Afinal, se uma geladeira vai ser capaz de lembrar o seu dono que um suco acabou, as empresas que vendem suco vão querer entender melhor esse processo, concorda?

Certamente, afinal isso vai permitir que o marketing se torne ainda mais eficiente naquilo que ele sempre fez e sempre precisará fazer: impactar a pessoa certa, na hora certa. Outro exemplo são as reformas que isso vai demandar.

Cada vez mais as pessoas vão solicitar, por exemplo, uma mão de obra terceirizada para simplesmente implementar os sensores, aparelhos e tecnologias no geral que permitam que sua casa seja inteligente, o que também aquece o marketing do setor.

As pesquisas por voice search que citamos lá no começo também impactam o marketing digital. Neste caso de modo ainda mais direto, já que vários algoritmos de SEO (Otimização Para Motores de Busca) vão mudar sensivelmente em função disso.

Considerações finais

Seja como consumidor e pessoa física, seja como empreendedor, dono de uma corporação ou um autônomo solitário, todo mundo vai precisar se adaptar às novidades previstas.

Nosso modo de comprar produtos, solicitar serviços, trabalhar e até mesmo descansar tem mudado radicalmente, e o ano de 2021 promete avanços ainda mais disruptivos, especialmente quando pensamos em celulares, aplicativos e tecnologia no geral.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *